Obra-poema

Desejo mais horas para…*

…para pregar a palavra. Para caminhar sem destino. Para largar o mundo. Para andar de avião. para me dedicar à pintura. Para fofocar. Para pregar um botão. Para adiantar o empadão. Para trabalhar mais. Para fazer a mesma coisa. Para não fazer nada. Para ir passando o tempo. Para ver a banda passar. Para ficar pensando nesta vida que pode ser melhor. Para ficar em contato com as árvores. Para visualizar o pessoal que está caminhando. Para, sempre que quiser, ler. Para sair do empurra pra cá e pra lá. Para encontrar paz em relação à rua. Para levar o pensamento para algo positivo. Para escolher uma sombrinha. Para refletir no meu interior. Para voltar a ser criança. Para visitar alguém que precise. Para aproveitar cada minuto. Para ter horas em que é você com você. Para ler um bom livro. Para um bom cinema e um bom teatro. Para olhar a internet. Para aprender programas. Para não estar nesta situação. Para que em sonho apareça o anjo. Para descobrir meu nome no mundo. Para ver a operação de maravilhas. Para discernir o bem do mal. Para entrar no paraíso. Para conhecer o que não conheço. Para olhar a paisagem. Para passar mais tempo com a minha noiva. Para uma boa dança de salão. Para ver aqueles dois fazendo tai chi chuan; Para conversar com meus pais. Para passar mais tempo com meus filhos. Para ficar olhando as mulheres bonitas passando. Para sentar e olhar minhas netas brincarem. Para jogar sueca. Para lembrar do enterro do Getúlio – eu estava lá. Para rever amigos do passado. Para visitar de novo Porto Alegre. Para ir à Antártida, porque é menos concorrido. Para ir ao Sul ver a diferença. Para ir ao Norte ver meu povo. Para viajar muito, menos pros EUA, não conheço e não gosto. Para ir a Dubai, lá tem ar-condicionado em ponto de ônibus. Para visitar Cabo Frio. Para voltar à cidade natal, no interior da Paraíba. Para ir a Itaboraí, onde nasci. Para ir a Fernando de Noronha. Para ir aonde ela quiser ir. Para ir ao Rio Grande do Sul, que tem clima de montanha. Para ir à Grécia e à Alemanha, os berços da filosofia. Para ir a Israel, porque foi lá que Jesus nasceu. Para pensar na Cinelândia, tenho muitos amigos lá. Para guardá-las para mim. Para ficar com meus pensamentos. Para organizar minhas coisas. Para dar uma relaxada depois do almoço. Para fazer mais coisas que eu gosto. Para dormir. Para descansar; Para olhar. Para discutir filosofia. Para estudar. Para espairecer um pouquinho. Para ficar sentado apreciando os passarinhos. Para passear. Para fazer o que é útil. Para curtir mais, pois a vida é muito tumultuada. Para viajar, conhecer pessoas e culturas diferentes. Para olhar a revista da Casa & Vídeo e ver as promoções. Para ir à igreja. Para jogar baralho. Para respirar um ar mais puro, sem poluição de carro. Para ir a um lugar sem sujeira. Para nadar. Para não tomar o tempo dos outros. Para ser dono do meu tempo.

*Poema composto a partir dos depoimentos de frequentadores do jardim, em dezembro de 2011.

Ver também:

Instalação Desejo de Horas
Diálogos sobre o Tempo

I desire more hours to…

…to preach the Word. To wander around. To leave the world. To take a plane. To dedicate myself to painting. To gossip. To sew a button. To bake a pie. To work even more. To do the same thing. To do nothing. To watch time passing by. To see the band parades. To think that life can be better. To get in touch with trees. To see people walking by. To read whenever I want. To get away from all the pushing and shoving. To find peace on the city streets. To direct my thoughts towards something positive. To choose a cool shadow. To do some thinking. To go back to being a child. To pay a visit to someone in need. To make the most of every minute. To have some spare hours to spend with myself only. To read a good book. To see a good movie and a good play. To browse the Internet. To learn computer programs. To not to be in this situation. To dream of an angel. To find my place in the world. To see God´s wonders. To distinguish good from evil. To enter paradise. To get to know what I don´t know. To gaze over the landscape. To spend more time with my fiancée. To ballroom dance. To watch those two practicing tai chi chuan. To chat with my parents. To spend more time with my children. To watch beautiful women walking by. To sit and watch my granddaughters play. To play a card game called quadrille. To remember Getúlio Vargas’ funeral – I was there. To meet with friends from the past. To visit Porto Alegre once again. To visit Antarctica because it is less crowded there. To go south to see how different it is from Rio. To go north to meet my people. To travel a lot but not to the USA; I haven’t been there and I don’t like it. To go to Dubai, where bus stops are air-conditioned. To visit Cabo Frio. To go back to my hometown, in the countryside of Paraíba. To go to Itaboraí, where I was born. To go to Fernando de Noronha. To go wherever she wants. To go to Rio Grande do Sul and feel its mountain climate. To go to Greece and Germany, the cradles of philosophy. To go to Israel, where Jesus was born. To think about Cinelândia, because I have many friends there. To keep these hours to myself. To be alone with my own thoughts. To organize my stuff. To relax after lunch. To do more of the things that I like. To sleep. To rest. To see. To discuss philosophy. To study. To unwind a bit. To sit around and watch the birds. To stroll. To do something useful. To get out of the hustle and bustle. To travel, meet new people and get acquainted with different cultures. To browse over Casa & Video magazine sales promotions. To go to church. To play cards. To breathe clean air, without car pollution. To go to a place without dust. To swim. Not to take up other people’s time. To master my own time.

Poem composed of quotations from statements given by park visitors during interviews conducted in December 2011.

®2011-2017
Isabel Löfgren & Patricia Gouvêa